Suplementos para pele e cabelo - VIDA COM SAÚDE

Suplementos para pele e cabelo

Os suplementos para pele e cabelo funcionam?

 

Os suplementos para a pele e cabelo assim como os de beleza em geral são a pílula mágica do momento. 

Todo mundo está procurando uma maneira simples de transformar a pele, retroceder o relógio, restaurar madeixas exuberantes e grossas e fazer crescer unhas duras.

 

As celebridades adoram vender colágeno e suplementos probióticos para um cabelo mais brilhante e uma pele com aparência mais jovem. 

Aqui está o que a pesquisa e os especialistas dizem sobre o que podem fazer por você.

À medida que os mundos da beleza e do bem – estar colidem, muitas pessoas interpretam literalmente a ideia de que a beleza vem de dentro. 

De acordo com  um relatório compilado pela CBI insights e publicado em agosto de 2018, varejistas de beleza de Nordstrom a Anthropologie a Sephora estão enchendo suas prateleiras com suplementos de beleza e, por sua vez, as pessoas estão engolindo vitaminas para pele, cabelo e unhas.

Embora os profissionais médicos tradicionais possam não estar convencidos, o público agora tem uma fonte alternativa de aconselhamento quase médico: a mídia social. 

Incentivados por influenciadores de celebridades, os consumidores correm o risco de confundir o glamour da fama com práticas confiáveis ​​de bem-estar. 

Sem mencionar que a  Food and Drug Administration (FDA) não regulamenta os suplementos da maneira como faz com as drogas. 

Assim, você nunca sabe o que está ganhando ao comprar um desses produtos.

Como saber o quanto, se é que podem ajudar, essas vitaminas e suplementos? 

Não faltam alegações, mas o que dizem os médicos, especialistas, nutricionistas e as evidências científicas?

 

Suplementos para pele e cabelo

 

A ciência por trás de suplementos para pele e cabelo

 

Uma  revisão publicada na revista Dermato Endocrinology observa que antioxidantes, vitaminas incluindo A , C , D e E, ômega-3, algumas proteínas e probióticos podem de fato promover efeitos anti-envelhecimento. 

E embora a maioria dos médicos tende a apoiar o uso desses elementos comprovados de uma dieta saudável , são principalmente os novos suplementos que estão ganhando mais popularidade.

 “Alguns dos ingredientes mais modernos hoje em dia incluem colágeno ingerível , resveratrol, astaxantina e ácido hialurônico, junto com extratos de bambu, azeitona e chá verde ”, disse Trevor Cates, ND.

Cates diz que os antioxidantes podem ajudar a pele, protegendo-a contra danos oxidativos – uma das principais causas por trás de problemas de pele, incluindo envelhecimento prematuro e hiperpigmentação . 

“O dano oxidativo ocorre naturalmente com o envelhecimento, mas também ocorre com a exposição à poluição do ar e outras exposições a toxinas no meio ambiente, além da exposição excessiva ao sol”, diz Cates. 

“Peptídeos de colágeno e antioxidantes parecem mostrar a maior promessa.”

 

 

 

Antes de tomar suplementos para a pele e cabelo fale com o médico

 

Como ainda existem dados científicos limitados sobre a eficácia dos suplementos para pele e cabelo e de beleza em geral, alguns profissionais de saúde são mais conservadores ao prescrevê-los. 

Mas, em alguns casos, mesmo aqueles que são céticos sobre o que Kylie Jenner recomenda no Instagram ainda veem valor em certos suplementos.

Joshua Zeichner, MD , dermatologista, frequentemente sugere que os pacientes experimentem o Nutrafol e o Viviscal para melhorar a densidade do cabelo e recomenda vitaminas do complexo B, incluindo biotina, para pessoas com unhas fracas. 

Apenas tenha em mente que o FDA emitiu advertências sobre a biotina interagindo com testes de laboratório , e a agência relatou pelo menos uma morte relacionada ao uso dessa vitamina. 

Você pode considerar um multivitamínico com um nível mais baixo de vitaminas do complexo B, em vez de uma vitamina B específica. 

Como acontece com todos os suplementos, consulte seu médico para descobrir qual vitamina é adequada para seus objetivos de saúde.

A atitude do Dr. Zeichner em relação ao resveratrol, um potente antioxidante encontrado nas uvas vermelhas e um suplemento para a pele cada vez mais popular, é que ele não prejudica e pode ajudar, mas que você pode essencialmente obter muitos dos mesmos benefícios comendo uma dieta saudável. 

O que dizem as pesquisas?

De acordo com  pesquisas anteriores , devido às suas propriedades antiinflamatórias, o resveratrol pode combater o estresse oxidativo (que contribui para condições crônicas de saúde) e tem sido associado a efeitos anti-envelhecimento.

“Provavelmente fornece um benefício quando tomado como suplemento, diz Zeichner.

“Existem muitos suplementos que se anunciam como benéficos para a pele, mas não está claro quais são seus verdadeiros efeitos.”

Os médicos holísticos geralmente apresentam um ponto de vista mais amplo e integrador – com foco nos benefícios do produto, que podem ser adotados por médicos mais tradicionais após mais testes clínicos.

“Sempre que você fala sobre a ideia de envelhecimento do corpo, muitas vezes isso acontece quando não somos capazes de eliminar os radicais livres de forma eficaz”, diz Sarah Greenfield, RD,

A produção de radicais livres causa estresse oxidativo, promovendo doenças, observa um  artigo publicado na  Pharmacognosy Review

“O resveratrol é um potente antioxidante vegetal que ajuda a eliminar os radicais livres que danificam a pele do corpo”, diz Greenfield.

 

Suplementos de colágeno

 

O colágeno é um dos suplementos mais populares do mercado atualmente. 

Como o colágeno oferece benefícios para a pele, articulações e ligamentos, este é um suplemento que Robin Foroutan, RDN , recomenda com frequência. 

No entanto, Foroutan, nutricionista integrativa e porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética, adverte que o colágeno sozinho não vai lhe dar aquele brilho de saúde interior que seus clientes procuram tão desesperadamente.

“Você ainda precisa ter uma dieta saudável rica em antioxidantes de alimentos vegetais, manter-se bem hidratado , controlar o estresse, suar regularmente e otimizar o sono”, diz ela.

Algumas pessoas no mundo da beleza argumentam que o uso ingerível de colágeno é perda de dinheiro. 

“A única maneira de tornar o colágeno utilizável pelo corpo é digerir a proteína usando enzimas proteolíticas”, diz Nick Bitz, ND,

“Isso é feito por meio de um processo chamado hidrólise. O colágeno que é totalmente hidrolisado é completamente dividido em peptídeos e aminoácidos e é rapidamente absorvido pela corrente sanguínea. ”

Benefícios do Colágeno

O colágeno pode oferecer benefícios valiosos para sua pele, diz Walter Faulstroh , fundador e CEO da HUM Nutrition.

Em um estudo publicado na  Skin Pharmacology and Physiology em 2014 , os pesquisadores deram a 69 mulheres com idades entre 35 e 55 anos colágeno ou um placebo por oito semanas e observaram que as do grupo do colágeno tinham melhor elasticidade da pele no final do ensaio. 

“O corpo utilizará os diferentes aminoácidos para reparar a pele danificada e os testes clínicos mostram uma melhora nas rugas, elasticidade da pele e hidratação com a adição de colágeno ingerível”, diz Faulstroh.

Alguns profissionais de saúde estão menos entusiasmados. 

“A maior parte do colágeno oral é proteína de peixe”, diz a dermatologista Michelle Henry, médica , “e não há razão para acreditar que o consumo oral faz com que ele se acumule preferencialmente na pele”.

Zeichner diz que o colágeno é uma grande proteína que o sistema digestivo decompõe em seus aminoácidos componentes, que então se espalham por todo o corpo e agem como blocos de construção para uma pele saudável, cabelo e crescimento das unhas. 

“Nós simplesmente não sabemos quão eficaz é o colágeno ingerível. 

Provavelmente tem um efeito semelhante ao obtido se você tivesse muita proteína em sua dieta ”, diz Zeichner.

 

Uma dieta saudável é suficiente para

melhorar sua pele e cabelos?

Por causa do esgotamento do solo, mesmo se você comer uma dieta saudável à base de plantas, nosso suprimento de alimentos não tem o mesmo valor nutricional que tinha apenas algumas gerações atrás, diz Foroutan, que sugere cobrir suas bases com um multivitamínico de alta potência ou multimineral.

“Na minha prática, verificamos o estado de vitaminas e minerais de todos, e mesmo as pessoas com hábitos mais saudáveis ​​podem ter poucos nutrientes essenciais”, diz ela.

“Além disso, remédios muito comuns como pílulas anticoncepcionais esgota nossos corpos de vitaminas B, que precisamos para ter uma aparência e sentir o nosso melhor. ”

Em vez de escolher suplementos com base na popularidade, ela sugere procurar um nutricionista registrado que se especialize em medicina integrativa e funcional para ajudá-lo a navegar pelos riscos potenciais de segurança e escolher os suplementos de melhor qualidade para suas necessidades e objetivos específicos.

 

Nutrientes da Alimentação

Cates diz que, embora em um mundo perfeito, obteríamos todos os nutrientes de que precisamos de nossa comida, o esgotamento do solo é apenas uma questão problemática que as pessoas enfrentam. 

Pesticidas e poluição apresentam preocupações adicionais que podem fazer com que algumas pessoas recorram aos suplementos. 

“Infelizmente”, diz Cates, “com as práticas agrícolas atuais, incluindo o uso pesado de pesticidas, nossos produtos carecem de alguns nutrientes. 

Além disso, estamos expostos a produtos químicos tóxicos em nosso ar, água, alimentos e produtos de higiene pessoal agora mais do que nunca. 

Por causa disso, nosso corpo precisa de antioxidantes extras e outros nutrientes para ajudar a apoiar as vias de desintoxicação. 

Os suplementos são a maneira mais fácil de obter um impulso de nutrientes extras. ”

Cates diz que muitos de seus pacientes têm deficiências nutricionais em ferro, magnésio , ácidos graxos essenciais, vitamina D e vitaminas B. 

“As razões para as deficiências nutricionais incluem dieta pobre em nutrientes, uso de drogas ou álcool, alto estresse, má digestão, predisposições genéticas e alta exposição a produtos químicos tóxicos”, diz Cates.

“Os sinais dessas deficiências podem aparecer na pele, no cabelo e nas unhas.

Mas muitas vezes, quando os pacientes começam a tomar suplementos, esses problemas se resolvem. ”

 

Probióticos, o microbioma e suas metas de beleza

 

Outro suplemento que está gerando burburinho entre influenciadores de mídia social, nutricionistas e profissionais médicos são os probióticos, que, de acordo com a Harvard Health Publishing , são cepas benéficas de bactérias que parecem melhorar a saúde intestinal. 

Alimentos fermentados, incluindo iogurte, kombuchá, chucrute, missô, tempeh e kefir, são fontes de probióticos.

Embora os estudos sobre probióticos sejam limitados e ainda haja muitas incógnitas, há muitas pesquisas em andamento sobre esses componentes e o intestino, e sua influência potencial na saúde da pele.

Por exemplo, de acordo com um artigo de março de 2015 na Critical Reviews in Food Science and Nutrition , os probióticos tópicos e ingeríveis têm potencial no tratamento de uma ampla gama de problemas de pele.

Tais como eczema e acne, pele sensível e danos causados ​​pelo sol – e podem melhorar aparência de pele, dando-nos aquele brilho orvalhado que todos procuramos.

“Os probióticos ajudam a otimizar a ecologia interna do intestino, diz Bitz. 

“Quando o intestino está funcionando perfeitamente, o corpo é capaz de eliminar toxinas e resíduos através do cólon de forma muito eficaz. 

Mas quando o intestino está comprometido de alguma forma, o corpo é forçado a usar vias de eliminação secundárias, como a pele, para eliminar toxinas e resíduos. 

Como consequência, a pele sofre tanto do aspecto funcional quanto do aspecto de beleza. 

Resultados com Probióticos

Mas a Greenfield e muitas empresas de cuidados com a pele já estão convencidas da conexão entre os probióticos e a pele. 

“Os probióticos ajudam a criar um microbioma intestinal mais equilibrado e permitem que nossos níveis naturais ‘bons’ de bactérias floresçam. 

Uma vez que a pele é uma extensão de nosso intestino, sempre que pudermos melhorar a saúde de nosso intestino ou microbioma, nossa pele será impactada positivamente.

” HUM, a empresa de suplementos amada pelas celebridades, concentrou grande parte de sua pesquisa no microbioma e lançou recentemente ” Skin Heroes “, um pré e probiótico fórmula destinada a combater a acne antes que ela comece. 

Os probióticos também são responsáveis ​​por fazer muitos compostos que nosso corpo usa para alcançar a saúde e o bem-estar. 

Os prebióticos, que são fibras vegetais que promovem o crescimento bacteriano saudável no intestino, geralmente contêm fibras ou algum outro carboidrato complexo em forma de suplemento, de acordo com a Clínica Mayo .

Zeichner está chegando perto da ideia dos probióticos e de uma pele incrível. 

“Talvez os probióticos equilibrem a saúde intestinal. Se o seu microbioma intestinal for interrompido, pode causar inflamação em todo o corpo, incluindo a pele. ”

Mas é importante observar que dosagens diferentes funcionam para pessoas diferentes e condições de saúde diferentes. 

O  National Institutes of Health aponta que muitos suplementos probióticos contêm de 1 a 10 bilhões de unidades formadoras de colônias (UFC) por dose, mas outros contêm muito mais – como 50 bilhões de UFC. 

Fale com o seu dermatologista e médico de cuidados primários para saber qual a dose certa para você.

 

 

 

 

Fonte: EveryDayHealth

Ajude-nos compartilhando com seus amigos