Sinisite Crônica. Sinusite é a inflamação no nariz e os seios da face

Sinusite Crônica

O que é Sinusite Crônica?

 

Sinusite é a inflamação das estruturas que revestem o nariz e os seios da face.

Dizemos que a sinusite é crônica quando o paciente apresenta sintomas relacionados a esta inflamação por mais de 12 semanas.

 

 

 

Sintomas de Sinusite Crônica

 

O paciente com sinusite crônica pode apresentar os Seguintes Sintomas:

 Obstrução nasal (nariz tampado)

 Congestão nasal

Congestão facial

Catarro no nariz que faz o paciente assuar muito o nariz

Catarro que desce pela garganta

 Alterações do olfato

 Dores de cabeça

Cansaço crônico, fadiga, tosse crônica, entre outros.

 

 

Diferença entre Sinusite Aguda e Sinusite Crônica

 

Os sintomas tanto da sinusite aguda quanto da sinusite crônica são exatamente os mesmos.

A diferença entre as doenças é o tempo em que os sintomas estão presentes.

Assim, na sinusite aguda, os sintomas duram até 12 semanas, enquanto na crônica, persistem por mais de 12 semanas.

 

Diagnóstico da Sinusite Crônica

 

Analisar o quadro geral do paciente e investigar os sintomas que se apresentam. Essa tarefa deve ser feita consultando um otorrinolaringologista.

Mesmo apresentando os sintomas já descritos, durante a consulta, as estruturas do nariz e os óstios de drenagem dos seios da face podem ser vistos através de uma pequena câmera de pequeno diâmetro.

Ela é colocada dentro do nariz – chamada nasofibroscópio – permitindo observar a presença ou não de inflamação e pus. 

Atualmente sabemos que o Rx dos seios da face não faz o diagnóstico de sinusite corretamente, portanto não é necessário que seja solicitado.

Uma tomografia deve ser solicitada a fim de confirmar o diagnóstico da sinusite crônica e procurar possíveis alterações que justifiquem o quadro de sinusite crônica, principalmente nos casos que necessitam de cirurgia da sinusite (sinusectomia).

Causa da Sinusite Crônica

 

A sinusite crônica é ainda considerada – em todo o mundo – uma doença de causa desconhecida.

Acredita-se que seja uma doença imunológica de causa inflamatória.

Ou seja, o paciente nasce com a característica genética de desenvolver a sinusite crônica que pode ser desencadeada pela exposição a diversos fatores.

Assim, nem todas as pessoas que são expostas a estes fatores vão desencadear sintomas de sinusite crônica, mas apenas aquelas que têm predisposição genética.

O Estafilococos aureus, uma bactéria que produz uma proteínas específicas chamadas de super antígenos também  são capazes de gerar uma inflamação severa no nariz dos pacientes, assim como perpetuar essa inflamação cronicamente.

Outra causa aventada é a presença de “biofilmes” no nariz e nos seios da face dos pacientes.

Esses “biofilmes” nada mais são do que um grupo de bactérias que se unem e formam uma cápsula protetora ao seu redor de forma a ficarem mais resistentes ao uso de antibióticos e outras medicações.

Da mesma forma, o tratamento para os “biofilmes” da sinusite crônica é a retirada dos mesmos através da cirurgia.

Os fungos também são estudados como desencadeantes da inflamação severa e perpetuação dessa inflamação, em pacientes geneticamente predispostos.

Outras causas também são estudadas como pacientes com imunodeficiências, pacientes com intolerância ao ácido acetilsalicílico, pacientes com granulomatoses entre outras.

Cirurgia de Sinusite

 

 

Cirurgia da sinusite é a cirurgia para o tratamento da sinusite crônica ou das complicações da sinusite aguda.

Indicações para a realização da Cirurgia da Sinusite aguda

 

O paciente que apresenta sinusite aguda apresenta inflamação e infecção dos seios paranasais (seios da face) com acúmulo de pus em seu interior, gerando dor facial, congestão nasal e facial, e nariz tampado.

Na maioria dos casos, tem melhora de seus sintomas com o uso de medicações como os antibióticos e os corticoides tópicos nasais.

 No entanto, alguns pacientes podem apresentar complicação da sinusite, que é caracterizada pela extensão desse pus para áreas ao redor dos seios da face; especialmente nos olhos e no cérebro.

Neste caso, o pus deve ser drenado o mais rapidamente possível para evitar sequelas tanto do cérebro como dos olhos. Nesta situação a cirurgia da sinusite aguda é indicada.

O paciente que apresenta quadros de sinusite aguda de repetição, ou seja, apresenta mais de 4 episódios de sinusite aguda em um ano, também é uma indicação de cirurgia.

Nestes casos, a cirurgia da sinusite é a remoção de fatores anatômicos (por exemplo, um desvio de septo severo que obstrui o óstio de drenagem do seio da face) que favorecem a infecção do seio da face repetidamente, gerando a sinusite aguda de repetição.

Diagnóstico de uma complicação de Sinusite Aguda

 

Se o pus da sinusite se espalhar em torno dos olhos, o paciente pode apresentar desde uma complicação mais “leve” que cursa com inchaço nas pálpebras e/ou pálpebras avermelhadas até complicações mais graves em que os olhos podem se deslocar para frente (proptose), para baixo ou para a lateral da face.

O paciente pode ter dificuldade em movimentar os olhos, sentir dor ao movimentá-los ou não conseguir enxergar.

Quando o pus se espalha para o cérebro, o paciente pode apresentar dor de cabeça, náuseas, vômitos súbito (em jato), alteração do comportamento, febre, dificuldade em movimentar os olhos ou abrir a pálpebra, entre outros.

Em ambos os casos o paciente deve procurar um médico com urgência, uma vez que é um quadro severo.

Objetivo da cirurgia da Sinusite Aguda

 

O objetivo da cirurgia da sinusite aguda que está complicada com infecção no cérebro ou nos olhos é remover o pus que está retido, e abrir uma via de drenagem para que não acumule mais pus nos seios da face e consequentemente se espalhe para áreas adjacentes tão importantes que podem ficar comprometidas com sequelas severas.

Quando o paciente apresenta sinusite aguda de repetição, geralmente não apresenta sintomas e pus nos seios da face entre as crises.

Dessa forma, nestes casos, o objetivo da cirurgia da sinusite é remover todas as possíveis causas anatômicas que facilitam o acúmulo de pus nos seios da face levando aos episódios repetidos de sinusite aguda.

Indicações para a realização da Cirurgia da Sinusite Crônica

 

A cirurgia da sinusite crônica, também conhecida como sinusectomia, é apresentada como opção nos pacientes que apresentam sintomas de sinusite crônica tais como: nariz tampado, catarro que escorre para a garganta, alteração do cheiro, congestão facial, entre outros.

Esteja  com ou sem polipose nasal, com sintomas que não melhoram mesmo após tratamento adequado com medicações.

 Um grupo de pacientes com sinusite crônica pode apresentar pólipo nasal nos dois lados do nariz – denominado polipose nasal – que pode gerar sintomas de nariz tampado de maior severidade assim como alterações do cheiro e presença de catarro em grande quantidade no nariz.

Quando os pólipos são extensos, ocupando grande parte do nariz e não reduzem de tamanho com medicações, devem ser removidos com a cirurgia.

 

Objetivo da Cirurgia da Sinusite Crônica

 

O objetivo da cirurgia da sinusite crônica (sinusectomia) é abrir os óstios de drenagem dos seios da face que geralmente estão obstruídos nos pacientes com sinusite crônica,.

Drenar o pus que está retido nos seios da face e deixar os seios da face aerados, evitando novos episódios de infecção.

Nos casos em que há polipose nasal, os pólipos nasais são também removidos a fim de melhorar a sensação de nariz tampado.