Fibromialgia - Sintomas e Tratamento.

Fibromialgia – Sintomas, Tratamento

 O que é Fibromialgia?

 

Fibromialgia é o nome da doença que causa dor generalizada no corpo em tecidos moles.

Atinge músculos, tendões e ligamentos que são fixados nos ossos do corpo, apresentando diferentes intensidades de dor.

 

Geralmente afeta o pescoço, mãos, ombros, costas, entre tantas outras partes do corpo.

 

Sintomas da fibromialgia

Normalmente, os pacientes com fibromialgia sofrem de um ou mais dos seguintes sintomas típicos:

 

Espondilite Anquilosante 

Além da dor, a rigidez do corpo pode ser um problema incapacitante para pessoas com fibromialgia.

Essa rigidez pode ser sentida particularmente no início da manhã, após permanecer sentado por períodos prolongados ou em pé sem se mexer, ou mudanças de temperatura ou umidade relativa.

Dores de cabeça ou face 

A dor de cabeça ou face frequentemente resulta de músculos do pescoço ou ombros extremamente anquilosados ​​ou sensíveis, transmitindo dor para cima.

Disfunção da articulação temporomandibular

É uma condição que afeta cerca de um terço dos pacientes com fibromialgia.

Afeta as articulações da mandíbula e os músculos correspondentes na articulação temporomandibular-ATM, é um sintoma da fibromialgia.

Transtornos do sono

Apesar de dormir o suficiente, os pacientes que sofrem de FM podem acordar e ainda se sentirem cansados, como se tivessem dormido mal.

Alem disso, eles podem ter dificuldades em tentar adormecer ou permanecer dormindo, por causa da Fibromialgia.

No entanto, as primeiras investigações feitas em laboratórios de sono sobre FM documentaram interrupções no estágio mais profundo do sono (a fase delta) de alguns pacientes com fibromialgia.

Distúrbios cognitivos

As pessoas que têm fibromialgia relatam uma variedade de sintomas cognitivos que tendem a mudar de um dia para o outro. 

Estes incluem dificuldade de concentração, “lentidão mental”, “fibro-fog”, lapsos de memória, dificuldade em lembrar palavras / nomes e sentem-se facilmente sobrecarregado quando confrontado com várias coisas para fazer ao mesmo tempo.

Desconforto abdominal

Pacientes com fibromialgia apresentam sintomas de distúrbios digestivos, dor abdominal, inchaço, constipação ou diarreia, conhecidos como “síndrome do intestino irritável” – IBS.

Além disso, alguns pacientes têm dificuldade em transmitir alimentos, o que, de acordo com a pesquisa, é resultado de anormalidades objetivas na musculatura lisa que atua no esôfago. 

 

Problemas geniturinários 

É possível que pacientes com FM queixem-se de um aumento na frequência ou de maior urgência para urinar, tipicamente, sem uma infecção da bexiga.

Cistite intersticial

Alguns pacientes podem ter uma condição mais crônica que é a inflamação dolorosa da parede da bexiga, que é conhecida como “cistite intersticial” (IC).

A fibromialgia pode tornar os períodos menstruais mais dolorosos para as mulheres ou os sintomas da FM pioram durante esse período.

Vulvodinia

Nas mulheres, outras condições também podem ocorrer, como vestibulite vulvar ou vulvodinia, caracterizada por dores na região da vulva e dor durante a relação sexual.

 

Parestesia

Às vezes, a SMF está associada a dormência ou formigamento (por exemplo, nas mãos ou nos pés). 

Também conhecida como parestesia, a sensação pode ser descrita como coceira ou queimação.

Pontos hipersensíveis miofaciais

 

 

 

Um número significativo de pacientes com FM tem uma condição neuromuscular conhecida como “síndrome da dor miofascial” (sigla MPS em Inglês) em que pontos muito dolorosos (pontos de gatilho) causam tensão nos músculos.

Normalmente em áreas como ombros, cintura ou pescoço, consequência de uma ferida resultante de movimentos repetitivos, postura incorreta durante longos períodos

 

Sintomas do tórax 

Pessoas que têm fibromialgia e exercem atividades que forçam a se inclinar para a frente (por exemplo, digitar ou sentar em uma mesa, trabalhar em uma linha de produção, etc.)

Geralmente têm problemas específicos com dores no peito ou nas partes superiores do corpo, isto é, dores e disfunções torácicas. 

Costocondrite

Muitas vezes, essas dores são acompanhadas por problemas ofegantes e posturais. 

Alguns pacientes também podem ter uma condição chamada “costocondralgia” (também conhecida como costocondrite), que é uma dor muscular onde as costelas se unem ao esterno. 

Às vezes isso é confundido com doença cardíaca.

 

Sintomas Cardíacos

As pessoas que têm FM são suscetíveis a uma condição cardíaca geralmente assintomática chamada prolapso da válvula mitral (MVP).

Ocorre que uma das válvulas do coração incha durante um batimento cardíaco, causando um estalo ou sopro.

Em geral, uma PVM não é motivo de preocupação em pacientes com FM, a menos que haja outra condição cardíaca.

Desequilíbrio

O desequilíbrio atingem pessoas com fibromialgia , por afetar músculos esqueléticos, podendo causar náuseas ou até mesmo confusão visual ao ler um livro ou dirigir veículos.

Músculos fracos ou pontos de hipersensibilidade no pescoço também podem produzir desequilíbrio.

 

Sensações nas pernas 

Eventualmente pessoas têm um distúrbio neurológico conhecido como “Síndrome das Pernas Inquietas” (SPI), movimentando as pernas sem controle principalmente quando estão em descanso.

 

Hipersensibilidade sensorial / sintomas alérgicos

Pacientes com Fibromialgia frequentemente são sensíveis  à luz, sons, toques e cheiros e acredita-se que resulte de hipervigilância do sistema nervoso.

Algumas pessoas se sentem confortáveis, enquanto outras podem ter calafrios, ou podem sentir quentes.

Estes podem ser semelhantes aos alérgicos a uma variedade de substâncias acompanhada por prurido ou rash, ou podem experimentar uma constipação ou excreções não alérgicas.

 No entanto, quando tais sintomas ocorrem, geralmente nenhuma resposta do sistema imunológico é observada.

Problemas de pele

Sintomas irritantes da fibromialgia, como prurido, secura ou manchas, podem acompanhar a FM.

Inchaço exclusivo da fibromialgia

Pacientes com fibromialgia também podem experimentar uma sensação de inchaço, particularmente nas extremidades, como os dedos, entre os sintomas da fibromialgia. 

Uma queixa comum é que o anel não serve mais. 

No entanto, este tipo de inchaço não é equivalente à inflamação associada à artrite, ao contrário, é uma anomalia localizada da fibromialgia cuja causa atualmente  é desconhecida.

 

Depressão e ansiedade 

Embora muitas vezes, os pacientes com FM são diagnosticadas com transtornos de depressão ou ansiedade, a pesquisa mostrou repetidamente que a fibromialgia não é uma forma de depressão ou hipocondria.

No entanto, sempre que ocorre depressão ou ansiedade com a fibromialgia, seu tratamento é importante, uma vez que essas condições podem exacerbar a FM e interferir no manejo bem-sucedido dos sintomas.

Tratamento com ANALGESIA MULTIMODAL

O que é ANALGESIA MULTIMODAL

O modelo ideal de analgesia multimodal é aquele que inclui um motivo inteligente, demonstrando a utilidade de pequenas doses de dois fármacos para atingir os mesmos níveis plasmáticos utilizados individualmente, atingindo um efeito sinérgico, o que economiza medicação e reduz os efeitos secundários.

A MISTURA PERMITE MENOS DOSE

Assim, a ideia de analgésicos misturados pode permitir o uso de doses mais baixas de cada agente individualmente.

Desta forma, possivelmente, doses mais baixas podem reduzir significativamente os efeitos adversos potenciais. 

No entanto, embora os analgésicos de combinação sejam promissores, estudos de seleção rigorosos e os ensaios entre as diferentes misturas, mostrou que nem todas as combinações são ideais em relação à eficácia analgésica necessária.

Certamente o futuro da fibromialgia e seu tratamento passam pela mistura de drogas em baixa dose e não na administração de um único medicamento.