Cravos e Espinhas

Cravos e Espinhas

O que são Cravos e Espinhas ?

 

As espinhas são um dos sinais da acne. É um tipo comum da lesão, caracterizada pela presença de pequenas elevações avermelhadas na pele, com presença ou não de pus em seu centro.

Os cravos, geralmente, são facilmente reconhecidos, todos sabem que se tratam daqueles pontinhos, brancos ou pretos, espalhados pelo rosto.

 

Cravos na pele ou comedões são uma condição da pele onde poros da pele ficam obstruídos com sebo.

O sebo é uma substância semelhante a óleo secretado pela glândula sebácea que mantém a pele macia.

Cravos na pele pretos são um sintoma de acne, uma combinação de espinhas e cravos.

Cravos na pele estão associada com a unidade pilos sebácea, que inclui um folículo de cabelo e glândulas sebáceas.

Estas glândulas estão presentes principalmente na face, nariz, peito, costas e ombros.

Os folículos capilares são compostos de queratina, e o excesso de sebo bloqueia a abertura do folículo, resultando em tampões. Estas áreas cheias de sebo são chamadas de comedões.

cravos e espinhas

Causas de cravos e espinhas na pele

Cravos e espinhas na pele ocorrem naturalmente, devido a certas alterações hormonais no corpo.

Existe um mito comum que refere que os cravos são causados pela sujeira. Não, não é verdade.

Quando os folículos pilosos cheios de sebo ficam expostos ao ar, eles ficam oxidados e aparecem na cor preta.

Estes comedões abertos são denominados como cravos na pele.

Existe um outro tipo de comedões que não é exposto ao ar e mantém-se fechado e com cor branca. Estes comedões fechados são denominados como cabeças brancas.

Causas mais comuns de cravos e espinhas na pele são:

  • A puberdade provoca alterações hormonais no organismo, que por sua vez aumentam a produção de sebo pelas glândulas sebáceas.
  • Produtos da pele. Produtos de maquiagem, creme e loção para pele, podem bloquear os poros da pele, resultando em cravos ou acne. Eles são chamados de produtos comedogênicos, como por exemplo, vaselina.
  • Genética. Os genes também desempenham um papel importante na formação de cravos e espinhas na pele ou acne. Certos grupos étnicos, como os africanos ou afro-americanos são mais suscetíveis a cravos na pele.
  • Qualquer pessoa pode ficar afetada com cravos ou acne. Mas os adolescentes, são mais propensos, devido às mudanças corporais que ocorrem durante este período.
  • Crescimento defeituoso do cabelo. Folículos pilosos não podem surgir de forma adequada e bloqueiam os poros da pele, levando à acumulação de sebo e inflamação na pele.
  • Andrógeno. Esta hormona sexual masculina desencadeia a secreção de sebo em excesso provocando a formação de cravos na pele. Esta produção hormonal reduz-se durante a adolescência.
  • Esteroides e pílulas anticoncepcionais também podem desencadear a formação de cravos e espinhas na pele.
  • Fatores de estilo de vida. Álcool, cafeína e tabagismo prejudicam a pele, levando à formação de células mortas.
  • Limpeza da pele por meio de esfregar com força, frequentemente vai causar irritação na pele e bloquear os poros. Sudorese exagerada também pode levar à formação de pontos negros.

 

cravos e espinhas

Sintomas de cravos na pele

Cravos pretos na pele são comedões abertos e uma forma mais branda da acne.

Eles não causam qualquer inflamação ou pus. Por conseguinte, eles são menos dolorosos em comparação com acne cística.

Os sintomas proeminentes de cravos na pele incluem:

  • Poros dilatados
  • Pele com aparência desde amarela até preta
  • Solavancos escuros minúsculos na face, nariz e bochechas
  • Irritação
  • Viscosidade
  • Abaulamento dos poros devido ao sebo
  • Aumento do estresse e problemas psicológicos

Tratamento de cravos e espinhas na pele

Cravos e espinhas na pele podem ser tratados em casa com remédios naturais simples.

Além disso, certos produtos de cuidados da pele, ricos em ácido salicílico podem ser utilizados para o tratamento.

Mas atividades como cutucar, beliscar, esfregar e apertar um cravo não devem ser usadas, uma vez que piora a condição, resultando em inflamação ou acne cística.

Com base no tipo de pele, sensibilidade da pele, reações alérgicas e a gravidade do cravo, os seguintes tratamentos podem ser escolhidos para produzir um resultado eficaz.

Remédios caseiros

Substâncias naturais podem fazer maravilhas pela sua pele. Métodos simples para se livrar de cravos e espinas na pele incluem:

  • Suco de limão: Cravos pretos na pele são comedões abertos que podem reagir facilmente com o ar e torná-los negros. Suco de limão age como um adstringente e ilumina a pele. Use um pedaço de algodão úmido no suco espremido de meio limão. Aplique nas áreas afetadas na hora de dormir e lave o rosto com água morna pela manhã.
  • Bicarbonato de Sódio. Esfoliação é um processo de remoção de células mortas da pele. Bicarbonato de sódio é um tratamento eficaz para cravos na pele. Misture 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio com água até formar uma pasta e esfregue-a suavemente sobre a pele afetada. Após a secagem, lave com água morna. Faça isso por uma semana para se livrar completamente dos cravos na pele.

 

Químicos Exfoliantes

Na medida em que se trata a acne ou cravos na pele, o principal ingrediente que se deve procurar é a queratolítica.

Estes produtos funcionam eficazmente e incluem ácido salicílico, ácido glicólico e peróxido de benzoílo.

Existem géis esfoliantes comerciais, cremes e loções ricas nestes três ingredientes. Estes produtos estão disponíveis como únicos ou em combinação.

Ingredientes químicos podem causar reações alérgicas para alguns tipos de pele.

Então, é melhor selecionar estes produtos com base no seu tipo de pele.

Ácido salicílico é considerado mais eficaz e menos alérgico. Tenha cuidado ao usar produtos ricos em peróxido de benzoíla.

 

Retinoides para cravos na pele

Retinoides são derivados da vitamina A, que são conhecidos por tratar de forma eficaz e evitar os cravos na pele.

Estes, estão disponíveis como formulações prescritas e sem necessidade de prescrição médica.

Os retinoides funcionam sobre os receptores, melhorando a formação de película, em que a camada externa da pele fica mais espessa e a camada de material morto é lançada fora de forma mais eficiente.

Eles devem ser usados regularmente por quatro a seis semanas, e ao longo do tempo os efeitos secundários diminuem e a pele parece ficar mais radiante e clara.

 

 

Ajude-nos compartilhando com seus amigos

Deixe um comentário