Ablação Endometrial - VIDA COM SAÚDE

Ablação Endometrial

O que é Ablação Endometrial

 

A ablação endometrial surgiu na década de 80 tendo como principal indicação o SUA (sangramento uterino anormal), é considerada uma técnica cirúrgica nova e segura.

Ablação endometrial é um procedimento cirúrgico ambulatorial que remove o revestimento uterino para eliminar ou reduzir o sangramento do útero. 

 

Este procedimento é uma alternativa a uma histerectomia para mulheres com sangramento uterino pesado que desejam evitar uma histerectomia. 

As mulheres que tiveram uma ablação endometrial bem sucedida terão períodos excelentes a períodos normais, e algumas mulheres não terão nenhum sangramento menstrual. 

O endométrio, no entanto, tem propriedades regenerativas e o sangramento intenso de algumas mulheres pode recorrer.

 

 

Somente mulheres que não desejam mais ter filhos devem se valer deste procedimento. 

Uma vez que as células do revestimento do útero são destruídas por esse procedimento, não há lugar para um feto em desenvolvimento para anexar dentro do útero. 

Se algumas células permanecem após uma ablação endometrial, existe a possibilidade de ocorrer a gravidez. 

Se a gravidez ocorrer, interrompê-la  seria mais recomendada.

Os médicos consideram preocupante que sem as células adequadas que revestem o interior do útero, a placenta cresça diretamente na parede muscular do útero e se agarre como as raízes de uma árvore. 

Como resultado, a placenta não seria capaz de se separar no momento do parto e a hemorragia poderia ocorrer. 

Este procedimento não é uma forma de controle de natalidade e outro método de controle de natalidade deveriam ser usado para evitar a gravidez.

 

Métodos de Ablação Endometrial

 

Alguns dos diferentes métodos utilizados para realizar a ablação endometrial são: Laser, Rollerball, balão, microondas, crioablação, NovaSure, Cavaterm e Sistema de Ablação Hidrotérmica.

A ablação endometrial pode ser feita em um ambulatório ou no consultório do seu médico. 

 

 

 

O procedimento pode demorar cerca de 45 minutos. O procedimento pode ser feito usando uma anestesia local ou raquidiana. 

A anestesia geral é usada às vezes. A maioria das mulheres consegue voltar para casa dentro de poucas horas após uma ablação endometrial. 

O processo de recuperação irá variar dependendo do tipo de ablação realizada e do tipo de anestesia que foi ministrada. 

É normal ter sangramento vaginal por alguns dias após o procedimento. Você também pode ter uma secreção aquosa por várias semanas.

Gravidez após a ablação endometrial

 

Muitas Mulheres perguntam se ainda seria possível engravidar depois de uma ablação endometrial.

 A resposta é sim. Para evitar uma gravidez é melhor utilizar um método confiável de controle de natalidade.

Ablação Endometrial não é uma opção de controle de natalidade confiável. Uma vez que a ovulação ainda ocorre como antes, e o revestimento uterino pode ser receptivo a uma gravidez.

A gravidez em geral não deve ser cogitada após uma ablação; na verdade, pode ser perigosa.

O procedimento pode causar alterações no útero que tornam a gravidez potencialmente perigosa para a mãe.

Pode ocorrer complicações, como ruptura uterina e placenta acreta (uma placenta que fica “presa” ao útero e não pode ser removida, causando sangramento potencialmente fatal).

Devido aos possíveis problemas com futuras gestações, recomenda-se geralmente que um controle de natalidade confiável, incluindo a esterilização masculina ou feminina, seja considerado em mulheres que se submeterem a ablações.

 

 

 

 

 

Artigos Relacionados: